Os procedimentos diagnósticos para DE podem incluir o seguinte:

História médica ou sexual do paciente. Isso pode revelar condições ou doenças que levam à impotência e ajudam a distinguir entre problemas com ereção, ejaculação, orgasmo ou desejo sexual.

Exame físico. Para procurar evidências de problemas sistêmicos, como os seguintes:

Um problema no sistema nervoso pode estar envolvido se o pênis não responder como esperado a certos toques.

Características sexuais secundárias, como o padrão de cabelo, podem apontar para problemas hormonais, que envolvem o sistema endócrino.

Problemas circulatórios podem ser indicados por um aneurisma.

Características incomuns do próprio pênis podem sugerir a base da impotência.

Testes laboratoriais. Estes podem incluir contagens sanguíneas, urinálise, perfil lipídico e medições da creatinina e enzimas hepáticas. A medição da testosterona no sangue é frequentemente realizada em homens com disfunção erétil, especialmente com história de diminuição da libido ou diabetes.

Exame psicossocial. Isso é feito para ajudar a revelar fatores psicológicos que podem estar afetando o desempenho. O parceiro sexual também pode ser entrevistado para determinar as expectativas e percepções encontradas durante a relação sexual.

Qual é o tratamento para disfunção erétil?

O tratamento específico para a disfunção erétil será determinado pelo seu médico com base em:

Sua idade, saúde geral e histórico médico

Extensão da doença

Sua tolerância para medicações, procedimentos ou terapias específicas

Expectativas para o curso da doença

Sua opinião ou preferência

visão global

Pênis flácido e ereto

Pênis flácido e ereto

A disfunção erétil (impotência) é a incapacidade de obter e manter uma ereção firme o suficiente para o sexo.

Ter problemas de ereção de tempos em tempos não é necessariamente motivo de preocupação. Se a disfunção erétil é um problema constante, no entanto, pode causar estresse, afetar sua autoconfiança e contribuir para problemas de relacionamento. Problemas para obter ou manter uma ereção também podem ser um sinal de uma condição de saúde subjacente que precisa de tratamento e um fator de risco para doenças cardíacas.

Se você está preocupado com a disfunção erétil, converse com seu médico – mesmo se você estiver envergonhado. Às vezes, o tratamento de uma condição subjacente é suficiente para reverter a disfunção erétil. Em outros casos, medicamentos ou outros tratamentos diretos podem ser necessários.

Cuidados de disfunção erétil na

Sintomas

Os sintomas de disfunção erétil podem incluir persistentes:

Problemas para obter uma ereção

Dificuldade para manter uma ereção

Desejo sexual reduzido

Quando ver um médico

Um médico de família é um bom lugar para começar quando você tem problemas de ereção. Consulte o seu médico se:

Você tem preocupações sobre suas ereções ou está enfrentando outros problemas sexuais, como ejaculação precoce ou retardada

Você tem diabetes, doença cardíaca ou outra condição de saúde conhecida que pode estar ligada à disfunção erétil

Você tem outros sintomas junto com a disfunção erétil. Para saber como tratar, acesse libidol preço.